• w-facebook
  • YouTube

 

MANDE NOTÍCIAS PARA pascom.bauru@gmail.com

 

© 2020 Diocese de Bauru.

Orgulhosamente criado com Wix.com

Buscar
  • Diocese de Bauru

"VIDA: DOM E COMPROMISSO." Mensagem Pastoral de Dom Rubens Sevilha de 1º de março de 2020.


A Igreja nos propõe o tempo quaresmal, quarenta dias de preparação para a Páscoa, a Ressurreição de Jesus, ou seja, a vitória de Deus sobre o mal e a morte, o ponto alto da nossa fé.

A caminhada quaresmal é também símbolo da nossa existência que caminha rumo à vida eterna, em meio às tentações, quedas e recomeços. A quaresma nos convida a recomeçar ou renovar a nossa fé. Alguns vão vivendo sem rumo e logo se cansarão de caminhar, pois, com o passar dos anos, começam a questionar se a vida que levam vale a pena. Muitos caem no desânimo e querem desistir da caminhada.

Outros se preenchem com motivações ilusórias ou falsas, agarrando-se aos bens materiais, mendigando afeto das pessoas, sendo carreiristas ou procurando sentir-se importantes aos olhos alheios. Muitos embarcam em teorias pseudorreligiosas ou pseudocientíficas e acreditam em coisas absurdas.

Quaresma é tempo de fazer um bom exame de consciência e se perguntar: O que eu fiz com a vida que Deus me deu? A Campanha da Fraternidade deste ano nos ajuda a recordar que a nossa vida não é fruto do acaso ou de um “acidente”, mas sim, um dom que Deus nos deu e com uma missão a realizar durante a nossa passagem neste mundo.

Sabiamente a Campanha da Fraternidade, em seu tema, une duas realidades inseparáveis: dom e compromisso. Sendo a vida um dom de Deus, ela deve ser recebida com alegria e gratidão. Deus nos criou e acompanha com amor misericordioso a cada um de nós, seus filhos e filhas, ao longo da existência. Por isso, temos um compromisso com a vida que nos foi dada, somos responsáveis pelos dias que nos toca viver e devemos realizar, com obediência e fidelidade, a missão que Deus nos confiar.

A nossa falta de fé e o nosso natural orgulho são obstáculos para termos uma vida fecunda e bonita, como Deus deseja para cada um de nós. A quaresma é o tempo especial que Deus, através da Igreja, nos oferece para a nossa conversão, isto é, nos convida a endireitarmos o rumo da nossa vida, tomando as decisões necessárias para remover o mal e, assim, melhorar a qualidade de vida.

Muitos se preocupam somente com a qualidade de vida física e financeira e se esquecem da qualidade de vida integral: espírito, corpo e mente. Hoje muitos desenvolvem o culto ao corpo mas se esquecem da beleza da alma. Muitos desejam desesperadamente subir na vida profissional e enriquecer, enquanto o coração fica cada vez mais pobre de amor e de bondade.

Jesus disse: “Eu vim para que tenham vida, e a tenham em abundância” (Jo 10,10). Tudo o que é bom vem de Deus e fortalece a nossa vida, enquanto tudo o que é errado a faz murchar e enfraquecer. Devemos defender a vida humana no seu começo (o aborto é um pecado grave contra a vida), no seu meio e no seu final.

O Papa Francisco nos recorda que devemos, também, defender e cuidar da vida da nossa Casa Comum: animais, florestas, rios e mares. Temos o dever de zelar, com carinho e amor, por tudo aquilo que Deus criou.

Que nesta quaresma possamos cuidar melhor da nossa própria vida e, sobretudo, da vida dos mais fracos e sofridos que estão ao nosso redor. De fato, a vida é mesmo um dom e um compromisso.

Dom Rubens Sevilha, OCD.

1º de março de 2020.

60 visualizações