FELIZ NATAL - POR Dom Frei Rubens Sevilha, OCD


O nascimento de Jesus é a festa mais tradicional da cultura ocidental. É verdade que a data é de origem pagã. O Evangelho não narra o dia exato do nascimento do Salvador. Os primeiros cristãos, inteligentemente, aproveitaram a famosa festa ao deus sol, promovida pelo Império Romano e a transformaram na festa do verdadeiro Sol: Nosso Senhor Jesus Cristo, “o Sol nascente que veio nos visitar, para iluminar os que estão em trevas e nas sombras da morte, para guiar nossos passos por um caminho de paz” (Lc 1,78).

Até hoje as luzes e as velas que enfeitam ruas e casas remetem à luz de Deus que veio para iluminar toda a humanidade com o seu amor. A proximidade de Deus que nasce como homem nos convida para, também nós, nos aproximarmos de Deus. Deus vem sempre ao nosso encontro, mas você está indo ao encontro d’Ele? Infelizmente, está acontecendo um triste desencontro entre Deus e a humanidade.

Deus, que é caminho, verdade e vida, vem ao encontro da humanidade oferecendo seu amor que nos salva do mal. Muitos optam por rejeitar a Deus e tornam-se vítimas do próprio orgulho e egoísmo. O afastamento de Deus gera um coração incapaz de amar verdadeiramente. Sem Deus a alma murcha e seca. Quem se aproxima de Deus “será como a árvore plantada junto a um riacho e que dá fruto no tempo devido; sua folhagem não seca jamais; encontrará sucesso em tudo o que faz” (Salmo 1).

O Natal é uma festa espiritual, pois celebramos o aniversariante Jesus Cristo. Infelizmente, muitos estão transformando o Natal, novamente, em uma festa pagã. Hoje não se celebra mais o deus sol, como os antigos romanos, mas muitos celebram o deus dinheiro e o Natal torna-se uma festa consumista pagã regada com muita bebida, comida, roupas, presentes, enfeites e o dono da festa, o aniversariante Jesus Cristo, fica esquecido.

Neste Natal, qual presente você vai oferecer para o aniversariante? Talvez, Jesus vai lhe pedir para mudar e melhorar alguns aspectos da sua vida, por exemplo, deixar de ser ambicioso e avarento e tornar-se mais generoso e altruísta; deixar de ser grosseiro e impaciente e tornar-se mais agradável e compreensivo; ser menos materialista e mundano e procurar cuidar mais da vida espiritual; ser menos preguiçoso e ser mais responsável e prestativo nos próprios deveres; amar mais a própria família; fazer trabalho voluntário e servir mais na própria Igreja; comprar menos coisas inúteis e doar mais esmolas; comer menos e cuidar mais da saúde; parar de beber excessivamente bebida alcoólica e renunciar ao uso de drogas ilícitas; deixar de ser pessimista e mal-humorado e passar a transmitir paz e alegria ao seu redor; enfim, pergunte a Jesus qual presente Ele quer receber de você.

O Natal é a festa da família harmoniosa e feliz. O Natal é a festa da humanidade harmoniosa e feliz. O Natal é a festa que torna o seu coração harmonioso e feliz, pois o Natal é a festa do eterno amor de Deus que abraça a nossa humanidade com a sua divindade, elevando-a. O Filho de Deus se fez homem e habitou entre nós. “Eis que eu estarei convosco até o fim dos tempos” (Jo 28,20).

O Nascimento de Jesus renova nossa esperança e nossas forças na luta por um mundo melhor, onde reine o amor de Deus e, assim, teremos um mundo onde seremos todos verdadeiramente irmãos, de mãos dadas e corações unidos, construindo o Reino de Deus que é feito de amor, justiça e paz. Feliz Natal!

Dom Rubens Sevilha, OCD.

164 visualizações

 

BISPADO DE BAURU - Cúria Diocesana

 R. Fernando Costa, 3-30 - Vila Nova Santa Clara, Bauru - SP, 17014-130

Fone: (14) 3879-8706​

bispadobauru@bispadobauru.org.br 

curia@bispadobauru.org.br

© 2020 Diocese de Bauru. - Orgulhosamente criado com Wix.com