• w-facebook
  • YouTube

 

MANDE NOTÍCIAS PARA pascom.bauru@gmail.com

 

© 2020 Diocese de Bauru.

Orgulhosamente criado com Wix.com

Buscar
  • Diocese de Bauru

DIA DA PALAVRA DE DEUS - Mensagem Pastoral de Dom Rubens Sevilha de 26 de janeiro de 2020


O Papa Francisco pediu que se celebre em toda a Igreja, hoje, 3º Domingo do Tempo Comum, o Dia da Palavra de Deus. No Brasil, por iniciativa da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), celebramos, há vários anos, todo o mês de setembro como o mês da Bíblia. A Palavra de Deus ocupa o lugar central na vida da Igreja e na vida de cada cristão. Todo cristão deve diariamente meditar ao menos um pequeno texto da Bíblia, sobretudo, dos Santos Evangelhos.

A meditação da Palavra de Deus nos aproxima d’Ele e, aumentando a comunicação, aumenta também a nossa intimidade com Ele. Deus nos fala sobretudo através da Bíblia, além de nos falar na Liturgia (Eucaristia), nos Sacramentos, nos acontecimentos diários, agradáveis ou não, e nos fala também através de toda pessoa que cruza o nosso caminho.

A Bíblia nos ensina a viver. É um mapa do caminho ou, na linguagem moderna, é o GPS que vai nos orientando qual é o melhor caminho para chegarmos ao nosso destino feliz. Curiosamente o GPS dos carros imitam o “GPS” divino: quando dirigimos e não obedecemos à voz que nos indica a direção, o GPS não nos abandona, mas, insistentemente, nos convida para refazer ou avançar em caminhos alternativos que nos levem até a meta final.

Deus não nos abandona jamais. Quando desobedecemos às suas orientações e tomamos caminhos errados, o Pai Celestial, na sua bondade e paciência infinitas, continua nos reorientando e procurando novos e melhores caminhos que nos conduzam ao destino feliz. Alguns caminhos são difíceis e desconhecidos por nós, mas não por Deus. Deus sabe porque devemos atravessar alguns caminhos longos, pedregosos e cansativos. Ele sabe.

A Palavra de Deus é como um manual de instrução para nos ensinar a construir de maneira correta o mundo e a nossa vida e sermos mais felizes. Somente onde há bondade haverá alegria verdadeira.

Infelizmente, muitos abandonam a Palavra de Deus para seguir a si mesmos ou as muitas vozes do mundo que gritam ilusões ou ideologias humanas. Querem construir o mundo e a própria vida, excluindo Deus. Alguns tomam caminhos que não levam a lugar algum. A certa altura da vida, eles sentir-se-ão cansados e desnorteados e farão as clássicas perguntas: qual o sentido da vida? Por que passar por tantos sofrimentos e dificuldades? O que eu fiz da minha vida inútil?

A Palavra de Deus é luz que ilumina nossa vida. Nos momentos de dor e tristeza nós nos unimos aos sofrimentos de Cristo. Quando nos sentimos desnorteados e sem conseguir entender e explicar certos acontecimentos da nossa existência, nós renovamos nossa incondicional confiança no amor do Pai, na oração. Quando nos sentimos cansados e desanimados, nós nos abandonamos nos braços do Pai e, pacientemente, nos deixamos conduzir por Ele. A fé é como um aparelho que Deus colocou no profundo da nossa alma, que nos equilibra nas tempestades, nos conduz na escuridão total (como um piloto automático!) e nos dá paz e silêncio interior quando tudo está girando e se decompondo ao nosso redor. Sabemos que tudo um dia vai desabar, menos a rocha que é Cristo Jesus.

O segredo da vida está em desconfiar mais de nós mesmos e confiar mais em Deus. Desconfiar sempre do mundo e entregar-se plenamente à vontade do Pai, pois, como disse Jesus: “Quem quiser salvar a própria vida, a perderá; mas quem perder a própria vida por causa de mim, a encontrará. De fato, de que adianta alguém ganhar o mundo inteiro, se destrói a própria vida? Ou o que alguém dará em troca da sua própria vida? (Mt 16, 25). Creio Senhor, mas aumenta a minha fé!


Dom Rubens Sevilha, OCD.




Mensagem pastoral são os artigos semanais de Dom Rubens Sevilha disponibilizados nos grandes veículos de comunicação.

136 visualizações