COMO TER UMA VIDA REALIZADA E FELIZ - Mensagem de Dom Rubens Sevilha, OCD de 2 de agosto 2020


Todo ser humano recebeu de Deus uma missão para realizar neste mundo e a sua missão consiste em ser bom e fazer o bem todos os dias da sua vida. Tudo o que contraria essa missão, isto é, tudo aquilo que se opõe ao bem, é desperdício de vida e de tempo. Quem assume a sua missão de passar a vida se esforçando para ser bom e de sempre realizar o bem possível, terá uma vida realizada e feliz.

Uma vida realizada e feliz não depende das circunstâncias boas ou ruins. Não depende, outrossim, das minhas metas, planos, objetivos, por melhores e mais nobres que eles sejam. A única meta que torna o homem realizado e feliz é o sincero esforço para ser sempre bom e colocar o máximo de bondade em todas as suas ações, das menores às maiores.

Ser bom e fazer o bem torna a pessoa feliz e realizada pelo fato de ela, assim fazendo, estar realizando a vontade de Deus para a vida dela. Quanto mais adequado ao projeto de Deus está a vida de alguém, mais realizado e feliz ele será. O projeto de Deus é que a humanidade viva como irmãos construindo o seu Reino de amor, paz e bondade (justiça).

Toda vez que você faz algo bom, imediatamente sente verdadeiro bem estar no seu coração. Toda vez que a sociedade (política, economia, cultura etc.) realiza algo bom, a comunidade imediatamente sente paz e alegria. Toda forma de bondade traz em si a marca e a força de Deus.

Em nosso mundo de valores tão confusos, alguém poderia perguntar: Mas, afinal, o que é ser bom? Ser bom e fazer o bem é sempre querer a felicidade de toda pessoa que cruzar o seu caminho ao longo da vida. Toda pessoa que decidiu se adequar ao convite de Deus e partiu para combater o bom combate e perseverou na luta até o fim, recebe, na Bíblia, o título de justo e, na Igreja Católica, o título de santo.

O justo ou o santo, não são pessoas perfeitas e com poderes especiais, mas como todos nós, são pessoas com qualidades e limitações que, auxiliados pela graça de Deus, tomaram com firmeza a decisão de se ajustar ao projeto de Deus para eles neste mundo, ou seja, se esforçaram ao máximo para serem sempre boas e fizeram o bem possível em todas as circunstâncias da vida.

Ser bom e fazer o bem não depende de idade, saúde, condição financeira, grau de instrução, enfim, não depende de circunstância alguma, depende somente da decisão de assumir concretamente a missão fundamental que Deus lhe deu ao lhe criar e colocar neste mundo. Qual o sentido da vida? O sentido da vida é um só: passar a existência, seja ela como for, do seu início ao seu final, sempre fazendo o bem possível.

Basta decidir-se verdadeiramente e começar o caminho que Deus fará o resto. Como, infelizmente, somos fracos, a nossa decisão inicial deve sempre ser alimentada e continuamente renovada através da nossa abertura à graça de Deus que nos vem através de inúmeros canais: Palavra, Sacramentos, Igreja, Oração etc. Sem a graça de Deus não conseguimos perseverar no bem. Sem Deus não há verdadeiro bem. Devemos aceitar com humildade e realismo que o bem que realizarmos será sempre imperfeito, que falharemos mesmo quando desejamos fazer o bem; mas havendo reta intenção, Deus sempre acolhe e eleva nossas pequenas ações boas e as usa como Ele quer. Deus é bom pagador, fazemos pouco e recebemos muito. Até um copo d’água dado por amor, terá a sua recompensa (cf. Mt 10,42).

Dom Rubens Sevilha, OCD.

114 visualizações

 

BISPADO DE BAURU - Cúria Diocesana

 R. Fernando Costa, 3-30 - Vila Nova Santa Clara, Bauru - SP, 17014-130

Fone: (14) 3879-8706​

bispadobauru@bispadobauru.org.br 

curia@bispadobauru.org.br

© 2020 Diocese de Bauru. - Orgulhosamente criado com Wix.com