ASCENSÃO DE JESUS -Dom Frei Caetano Ferrari, O F M







Sentou-se à direita de Deus - Mc 16,15-20

Fechando o seu Evangelho com o capítulo 16, Marcos conta neste trecho que Jesus aparece aos onze para confiar-lhes a responsabilidade da missão: “Ide por todo o mundo e evangelizai toda criatura”. Será salvo o que aceitar o Evangelho, crer e for batizado; o que não crer será condenado. Testemunharão a favor da pregação dos Apóstolos estes sinais: expulsarão demônios, falarão línguas, pegarão em serpentes e seu veneno não lhes fará mal, curarão os enfermos impondo as mãos sobre eles. Depois de lhes ter falado, o Senhor foi arrebatado ao céu e sentou-se à direita de Deus. Eles saíram a evangelizar por toda a parte e o Senhor agia com eles, confirmando a Palavra por meio dos sinais que a acompanhavam, isto é, vencendo as forças da natureza inimigas do Reino. Os apóstolos faziam o anúncio salvífico do Evangelho, testemunhando tudo o que se realizou em Jesus desde o Batismo de João até à sua Ascensão.

Missão dos Apóstolos - At 1,1-11

É o que se lê aqui em Atos. A missão apostólica terá início como teve a de Jesus, impulsionada pela ação do Espírito Santo. Jesus é apresentado depois da ressurreição até a ascensão, simbolicamente por 40 dias, como Senhor do Reino de Deus. Ele passa as últimas instruções aos apóstolos: promessa e missão. Durante uma refeição, Jesus deu-lhes esta ordem: Não vos afasteis de Jerusalém, mas esperai porque dentro de poucos dias vós sereis batizados com o Espírito Santo. Vós deveis anunciar o Evangelho e para isso recebereis o poder do Espírito Santo que descerá sobre vós para serdes minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judeia e na Samaria e até os confins da terra. Depois ele foi elevado ao céu à vista deles e uma nuvem o encobriu. Até que Jesus volte naqueles tempos e momentos que o Pai determinou e só ele sabe quando, a sua Igreja será missionária. Enquanto Jesus subia, os apóstolos continuavam olhando para o céu. Apareceram dois homens vestidos de branco que lhes disseram: “Homens da Galileia, porque ficais aqui, como que paralisados, olhando para o céu? Esse Jesus, que vos foi levado para o céu, virá do mesmo modo como o vistes partir para o céu”.

Deus ressuscitou Jesus e o fez cabeça da Igreja - Ef 1,17-23

Eis as “Magnalia Dei” (as grandezas de Deus) em Cristo que Paulo proclama aos cristãos de Éfeso, suplicando o espírito de sabedoria e de revelação de Deus, a fim que pudessem chegar à plenitude do conhecimento de Jesus Cristo. Tais como: Deus ressuscitou Jesus dentre os mortos; fê-lo sentar-se à sua direita; bem acima de toda autoridade, poder, potência, soberania ou qualquer título que possa nomear; deu-lhe todo o poder; pôs tudo debaixo dos seus pés e fez dele, que está acima de tudo, cabeça do novo povo, a Igreja; a igreja que é o seu corpo visível no mundo, a presença dele atuante na terra e a plenitude daquele que plenifica tudo em todos. A ascensão de Jesus é nossa vitória, pois somos chamados na esperança a participar da sua glória.

9 visualizações